sábado, 5 de março de 2011

Esse time quer ser tri??

Aquele discurso do sul da ilha de quem ganhou, ganhou e de agora em diante não seria fácil superar o leão, caiu por terra no Oeste. O time azurra parecia ter aproveitado o carnaval intensamente e entrou em campo contando os minutos para acabar a partida. Os jogadores andaram em campo, ninguém se destacou, fomos completamente dominados e escapamos de um vexame maior, simplesmente pela limitação do time da casa.

No primeiro tempo, com menos de um minuto, Zé Carlos já fez uma defesa difícil, parecia ser um presságio do que estaria por vir. A Chapecoense veio para tradicional pressão inicial, mas nem fez muito esforço, pois os atletas alvicelestes já começaram o jogo apáticos. Numa cobrança de falta, indecisão entre nosso arqueiro e o zagueiro Leonardo, resultou a abertura do placar pelo time do Oeste. Em outra falta infantil, bola alçada na área e levamos o segundo gol. Para fechar a primeira etapa, Bruno foi expulso.

Na etapa final, se esperava um time com uma nova cara, mas nada mudou. O time da virada de mesa continuou mandando no jogo, o Avaí não chutou uma bola na direção do gol, isso mesmo, não forçou o goleiro do time da casa a fazer qualquer defesa durante os poucos mais de noventa minutos. Na única oportunidade mais clara, Pará teve a chance de colocar Rafael Coelho na cara do gol, mas preferiu ser fominha e chutou para fora. No mais, o jogo se arrastou até o seu fim, com algumas investidas esporádicas por parte da Chapecoense.

Para quem esperou ansioso pela apresentação do Leão, se decepcionou, pois foi um desfile bisonho, jogadores que não honraram nossa história, ou seja, não colocaram raça no bico da chuteira e repetimos o início do turno, com derrota. Se este time quer ser tri, vai ter que suar muito e melhorar demais, caso contrário, mudem o foco para a Copa do Brasil, porque foi uma frustação imensurável a partida realizada na tarde deste sábado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Há quanto tempo não vejo uma partida tão ridícula do Avaí. Acrescento a respeito das substituições. Quando o Silas tirou o William e colocou o Cássio até deu pra entender que ele quis repor a ausência do Bruno que fez o que todo mundo já sabia. Agora tirar o Fabiano e colocar o Cristian, e deixar o meio de campo somente com Marquinhos e Batista, tendo Estrada no banco, foi algo sem explicação. Nem Benazzi com todos os seus defeitos faria uma substituição tão ruim. Uma lástima.
Abraço,
Peter.

Chuleta Avaiana disse...

Prezado Peter,

O que mais incomodou foi falta de vontade dos jogadores...foi um absurdo...

As alterações de Silas tb causarão uma certa confusão na cabeça...Cristian é muito limitado...agora só nos resta esperar a próxima rodada.

Um abraço da Chuleta Avaiana.

Sergio Jr disse...

Quem achava que com as contrataçoes de nome o Avai seria “imponente” o que se ve hoje é time "mediocre" e sem inspiração. Os "favoridos", correm o risco de dar um vexame pior que nosso co-irmão. Pelo que jogaram até agora, nao cumpriram o que foi prometido a torcida e nesse marasmo vai disputar as ultimas colocaçoes com o Concordia.

Chuleta Avaiana disse...

Grande Sérgio,

Realmente tem sido vergonhosa a campanha azurra. Esta apresentação em Chapecó não tem justificativas, estavam 15 dias treinando, foram de avião e não correram......

Será que pularam carnaval a noite inteira em Chapecó ou existe algum problema interno?

Vai ser complicado conquistar o tri...

Abraço da Chuleta Avaiana.