sexta-feira, 22 de abril de 2011

"Emoções"

A música ecolhida de hoje é também uma homenagem a um dos maiores cantores brasileiros. Trata-se de Emoções, do Rei Roberto Carlos, que completou na última terça-feira (19) setenta anos de idade. Nascido no ano de 1941, na cidade Cachoeira do Itapemirim (ES), começou a cantar ainda criança, com apenas 9 anos de idade.
No Rio de Janeiro, em conjunto com alguns amigos, incluindo Tim Maia e Erasmo Carlos, formou uma banda com o nome de The Snakes. O grupo não durou muito, mas a parceria com Erasmo sim. Com apoio da gravadora CBS, eles começaram a gravar exclusivamente para o público jovem. Foi nessa época que nasceram os clássicos É proibido fumar, Splish Splash e O Calhambeque. Isso os levou a apresentar um dos programas dominicais mais famosos da história da televisão, o Jovem Guarda.
Talvez a letra da música seja o que melhor representa o que vive a nação avaiana nesse momento. Primeiro por chegar pela primeira vez às quartas de final da Copa do Brasil, após ter eliminado a equipe do Botafogo, e segundo por ter no próximo domingo (24) um clássico que vale vaga à final da competição catarinense. Quando eu estou aqui; Eu vivo esse momento lindo; Olhando pra você; E as mesmas emoções; Sentindo...; São tantas já vividas; São momentos; Que eu não me esqueci; Detalhes de uma vida; Histórias que eu contei aqui...
Além da paixão e da emoção, vivemos também um momento de reflexão em relação aos acontecimentos de violência e a falta de segurança nos estádios, nos últimos clássicos. Temos que nos conscientizar que a rivalidade não pode ultrapassar as barreiras da gozação, das brincadeiras, pois a violência só traz sofrimento e perdas. Alguns torcedores chegam ao ponto de se afastar de amigos, tamanha é sua paixão pelo seu clube de futebol. Não é por aí, o futebol é uma festa, um espetáculo, um esporte, um momento de lazer, e não pode passar disso. Amigos eu ganhei; Saudades eu senti partindo; E às vezes eu deixei; Você me ver chorar sorrindo...; Sei tudo que o amor; É capaz de me dar; Eu sei já sofri; Mas não deixo de amar; Se chorei ou se sorri; O importante; É que emoções eu vivi...
Neste ano já tivemos a emoção de viver dois clássicos; contudo, esse é especial, pois uma vitória avaiana pode eliminar o Além das Pontes do Catarinense e  significar o início da caminhada ao 16º título catarinense. Com certeza será uma partida que vai entrar para a história da competição, e esperamos que seja uma história positiva para o Leão. São tantas já vividas; São momentos que eu não me esqueci; Detalhes de uma vida; Histórias que eu contei aqui...; Mas eu estou aqui; Vivendo esse momento lindo; De frente pra você; E as emoções se repetindo; Em paz com a vida; E o que ela me traz; Na fé que me faz; Otimista demais; Se chorei ou se sorri; O importante; É que emoções eu vivi...
Agora é aguardar até domingo e esperar que o Leão supere nosso arqui-rival, sem violência dentro e fora dos estádios, para que nossos choros ou sorrisos sejam apenas de alegria, por mais essa emoção vivida. Se chorei ou se sorri; O importante é que emoções eu vivi... Vamo, vamo, Avaí!

4 comentários:

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Belo texto! Bela música!
Esse é o nosso Avaí: Pura emoção!

Vamo Vamo Avaí!!!!!!!!!!!

Chuleta Avaiana disse...

Valeu Dinho, nosso domingo de páscoa promete. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Anônimo disse...

Linda mensagem, poeteiro!! Letra lindíssima! Tenho certeza que a tarde de hoje nos reserva "fortes emoções" e que podemos sim, sair com uma vitória!

Chuleta Avaiana disse...

Não só podíamos, como vencemos! Valeu o comentário, anônimo. Um abraço da Chuleta Avaiana.