quarta-feira, 20 de abril de 2011

Pizza de impunidade, aceita um pedaço?

A nação azurra está feliz com a notícia da absolvição do Avaí no julgamento realizado no TJD, na qual a defesa do Leão conseguiu comprovar que não houve negligência e que todas as medidas cabíveis foram adotadas, inclusive a punição dos "culpados". Entretanto, para o bem do futebol e na busca incansável por paz nos estádios, uma punição seria a medida mais correta. É inadmissível que possamos admitir um tribunal tão passivo, decidindo por analogia que A não foi punido, então B também não deve ser. Somente teremos punição quando ocorrerem mortes nos estádios, mas aí será tarde.

Indiferente de ser o Avaí ou os barbies, a sociedade deve cobrar uma atuação mais firme, pois a impunidade está imperando entre os cidadãos. Os sinalizadores também haviam sido usados no Scarpelli, as imagens são claras, em que pese não ter havido restrição imposta pela PM, como foi na Ressacada, todavia o Estatuto do Torcedor proíbe. Desta forma, se o TJD agisse dentro da Lei, com certeza teriam punido ambos os clubes. Outro fator, é o uso das supostas câmeras instaladas nos estádios, nenhum clube da Capital apresentou qualquer imagem acerca dos incidentes ocorridos nos clássicos, tanto do turno como do returno.

Nos últimos anos, nossa torcida tem se envolvido em problemas graves, por culpa exclusiva de meia dúzia de "torcedores" que continuam aprontando nos jogos, protegidos pelo manto da impunidade dos tribunais. Em Joinville, já ocorreram dezenas de casos, protagonizados pela torcida local, inclusive com agressões de funcionários da imprensa, sem contar a covardia das tocaias contra torcidas visitantes; contudo, da mesma forma, o tribunal faz vistas grossas.

Seria hipocrisia cobrar punições aos rivais e comemorar nossa absolvição, pois a ausência de uma punição severa, simplesmente protela a violência. Com certeza, se fossemos atingidos por pedras, não estaríamos tão contentes, quiçá os nossos filhos, como ocorreu no último clássico. É preciso adotar medidas enérgicas para coibir um mal maior, pois na Europa, as imagens são amplamente utilizadas como provas e as punições são respeitadas, talvez por isso, o futebol seja mais agradável. Infelizmente, no Brasil, se criou a cultura da impunidade, prevalecendo aquele teatrinho dos tribunais com multas irrisórias.

Quem sabe um dia conseguiremos virar este jogo, transformando o cumprimento da Lei em regra, e a impunidade, numa rara exceção!

6 comentários:

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Realmente, a cultura da Impunição, de saber que tudo vai acabar em "pizza", faz parte da nossa realidade. O pior é que são meia dúzia de babacas, e não a Torcida, que a imprensa faz questão de ressaltar (veja a nota que a RB$ colocou sobre isso hoje no DC...). Até concordo que a punição poderia ser mais severa, mas, e o caso do clássico lá no 1 turno, que nos acusaram, disso e daquilo? Aonde estão as provas? As imagens estamos esperando até hoje...

PAZ NO FUTEBOL!!!

Profeta Avaiano disse...

Caros chuleteiros, os fatos não foram como os srs descreveram. Os envolvidos com os sinalizadores foram identificados, detidos e, após, lavrados os competentes TC na justiça intinerante. Sendo que havia até sócio envolvido no rolo, que foi devidamente punido com exclusão. Logo, a multa foi INJUSTA, pois o Avaí cumpriu o que determina a Lei nao existindo razão sequer para aplicação da multa.

Chuleta Avaiana disse...

Pois é Dinho, tá na hora de as coisas começarem a mudar. Os culpados tem que ser punidos e os verdadeiros torcedores tem o direito de se dirigir até o Estádio para torcer e vibrar com o seu time, sem medo da violência. Um abraço da Chuleta Avaiana.

Chuleta Avaiana disse...

Prezado Dinho,

Este fato do além das pontes foi citado no post, mas ao nosso ver, não podemos cobrar punições dos outros se comemoramos nossa impunidade....

A partir do momento que houver uma puniçõ, aí sim, entendemos que poderemos requerer de forma mais ativa outras punições.

Contudo, por enquanto, estamos todos no mesmo barco...infelizmente.

Abraços da Chuleta Avaiana.

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

É verdade! Que a nossa torcida aprenda a lição dessa vez!

Vai Prá Cima deles leão!!!

Chuleta Avaiana disse...

Nobre Profeta,

Respeito a opinião do amigo, mas discordo plenamente.

Houve a identificação meramente para dar uma justificativa pública. Desta forma, extinguiram a ROF, pessoas que organizaram e proporcionaram, junto com a nação avaiana, um dos maiores espetáculos pirotécnicos já visto em Santa Catarina.

O "envolvimento" de sócio é quase uma certeza, afinal, eram milhares de sinalizadores e a maiorria dos presentes eram sócios.

Agora é uma vergonha, se as tais câmeras existem, onde estão as imagens? Nem Avai, nem os barbies apresentaram uma pequena filmagem que fosse, lastimável.

Para finalizar, como torcedor e pai (tendo em vista a agressão as crianças no clássico), achei a multa uma ofensa a sociedade, pois tanto Avaí e os barbies (incidentes do clássico), Joinville (dezenas de ocorrências na Arena), Marcílio Dias (torcidas organizadas agredindo dirigentes visitantes), entre tantos outros problemas que acontecem em nosso Estado, TODOS os clubes envolvidos merecem punição exemplar.

Depois que morrer alguém, não adianta MP fazer média, dirigente incompetente punir torcedores que efetivamente não contribuíram para os crimes cometidos em estádios, simplesmente para alegrar a opinião pública.

Abraços. Azevedo.