terça-feira, 21 de junho de 2011

Gallo e a realidade avaiana !

O novo treinador não esperava um futebol de tão baixa qualidade como o apresentado no último domingo, diante da equipe do Palmeiras. Se já estava preocupado com a posição na tabela, agora deve estar mais preocupado ainda com a dificuldade que terá para não deixar o barco azurra afundar.

Após sua partida de estreia, o novo treinador está buscando alternativas para que a equipe seja competitiva. Uma delas, que julgamos seja muito importante, é trabalhar o lado psicológico dos jogadores, que estão abatidos e cabisbaixo: Deixamos a desejar principalmente nas individualidades. Outra coisa que tem que melhorar é a questão psicológica. Tomamos um gol e o time se abateu demais, recuou bastante, relatou o treinador avaiano.

A equipe está sendo reformulada e novos jogadores ainda devem estrear, mas convenhamos, nenhum dos nomes apresentados até aqui alegraram a torcida alviceleste. Nossas esperanças estão mesmo no novo comandante, pois só ele pode fazer algo diferente para tirar o time dessa situação.

No jogo contra o Palmeiras, Gallo assumiu a responsabilidade pelo resultado; todavia, deixou bem claro sua preocupação com os erros e intranquilidade dos jogadores. A responsabilidade é toda minha, mas nós não podemos, como time de Série A, cometer tantos erros que causam gols, explicou o treinador.

Agora é trabalhar muito durante a semana para que diante do Fluminense a equipe apresente alguma evolução e consiga nossa primeira vitória na competição. “Vamo, vamo, Avaí!”

2 comentários:

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Como já falei, Gallo é um bom técnico, tem capacidade de nos tirar dessa lama, mas, isso só se ele conseguir montar um time decente, o que está difícil, pois dos quase 40 jogadores, poucos tem qualidade prá jogar como time de série A !
Torço prá que as contratações possam vingar, estamos precisando e muito!

Serjão disse...

Realidade foi a melhor revista semanal que existiu. Isso ainda sobre a pressâo da chamada ditadura. Ja o Avai para entrar nos eixos e cair na "realidade" so sobre pressão. Mas sem publico a coisa fica do jeito que esta. Entao vamos, nem que seja para incentivar e se necessario no final dar coro para uma bela vaia.