quarta-feira, 8 de junho de 2011

Um simples mortal, no imortal!

Após chegar na Ressacada com pompas de chefe de Estado, o galego se tranferiu para o tricolor gaúcho; contudo, ao inverso do que ocorria no sul da ilha, em Porto Alegre (POA), Marquinhos é tratado como apenas mais um. Convenhamos, esta transferência ficou mal explicada, o galego passou 5 meses no Avaí sem produzir praticamente nada, mas interessou de forma demasiada ao Grêmio.

Alguns torcedores entendem que, na verdade, esta vinda de Marquinhos para o Leão era mera desculpa para intermediar uma transferência para Porto Alegre. Ora, como explicar que nosso camisa 10, o qual chorou publicamente em 2010, demonstrando seu "amor" pelo clube, tenha ficado este primeiro semestre usando nosso manto sem o menor comprometimento?

Uma boa parte da nação azurra afirma que Marquinhos é um jogador técnico, por isso, não poderia correr e ser raçudo. Respeitamos essa opinião; todavia, discordamos, afinal, quem viu os jogos do Santos em 2010, conheceu um galego bem diferente, que além da classe com a bola, brigava por todos os lances, inclusive ajudando na marcação!

Por fim, para fazer uma média com a torcidar tricolor, Marquinhos afirmou em entrevista que está pronto para "encarnar o espírito gremista", resumindo em miúdos, agora vai correr! No Grêmio, o galego não terá o manto protetor de ídolo, o qual absolvia sua pífias apresentações na equipe alviceleste; entretanto, por outro lado, terá que brigar muito para se manter na equipe, pois agora, se transformou num simples mortal, inserido no plantel imortal tricolor.

3 comentários:

Serjão disse...

Seu texto ja retratou a indignaçao do torcedor Avaiano com seu ex-idolo. Tal como Silas custiu no prato que comeu. No Santos fazia tudo isso e ainda era banco, no Avai so voltou para entrar em forma fisica e como diz "encarnar o espírito gremista", resumindo em miúdos, traira. Nada mais a acrescentar.

George disse...

Lá no Grêmio a pressão é enorme. Silas, Ferdi, Batoré e Uendel que o digam.

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Concordo com o George, ele vai ser mais um a esquentar banco...