terça-feira, 7 de agosto de 2012

Novela mexicana

Nem na Pedra Branca, nem no El Divino Lounge...o homem parece ficar mesmo é no Botafogo!

Depois da diretoria azurra cozinhar a imprensa e os torcedores, desde quinta-feira passada, com a notícia de que o meia atacante Jóbson seria apresentado OFICIALMENTE como novo reforço avaiano, a novidade é que o ex-quase avaiano deve mesmo é voltar pro Fogão.

Mais uma vez é adiada a apresentação do que seria o nosso novo "reforço". A Fifa não permite que um atleta atue por três clubes de um país no mesmo ano. Além do Botafogo, Jobson já jogou este ano pelo Barueri.

Vale salientar que a notícia toda já era uma verdadeira novela mexicana! Jóbson, de apenas 24 anos, colecionou polêmicas em suas últimas passagens pelo Botafogo (pra quem não lembra, o meia caiu no doping por uso de cocaína) — aliás, já tinha gente dizendo por aí, que em virtude destes tropeços, chegaria para aproximar o Avaí dos CRACK!! (haja criatividade!)  e teve uma brevíssima passagem pelo Barueri...cerca de 40 dias, alegando não ter se acostumado a "um clube sem torcida"...Esse seria o homem avaiano!

E por falar em polêmicas, o Portal Tudo na Hora, de Alagoas, anunciava uma situação constrangedora em Arapiraca no final da noite da última quarta-feira (1), véspera da tão esperada apresentação aqui no Sul da Ilha: nosso novo atacante também era aguardado pela diretoria do ASA para ser apresentado como novo reforço do time alagoano.

"Só faltava a assinatura de contrato por parte do atleta para que ele fosse oficialmente do ASA. Inclusive durante todo o dia, um táxi alugado pelo clube foi mandado para Aracaju-SE, onde Jóbson e seu advogado desembarcariam....mas chegou só o advogado! O atacante, que viria de São Paulo, teria informado que havia perdido o voo, mas que no dia seguinte, esta quinta-feira, chegaria em Arapiraca. Quando o veículo estava no meio da viagem da capital sergipana até a “capital do agreste”, o advogado recebeu uma ligação em que foi solicitado para retornar a Aracaju e pegar o primeiro voo de volta, pois Jobson tinha acertado transferência para o Avaí."


Mas pera lá! O guri é bom....temos que insistir! Palavras do nosso gerente Marcelinho:
"Já enviamos um ofício à CBF para fazer uma consulta e saber se temos a autorização para efetuarmos a contratação", disse o diretor. "Caso contrário, o jogador pode procurar seu advogado e ir à Justiça pedir por seu direito de trabalhar".

Só nos resta aguardar os próximos capítulos...Quem viver, verá!

Um comentário:

Diego Cordeiro disse...

Imagina se o Avaí estivesse tão confiante quanto alguns "entendidos" e não realizasse uma consulta na CBF?
E olha que isso quase aconteceu hein, o próprio advogado do clube (Sandro Barreto) desmentiu essa possibilidade na sexta-feira, e só foram verificar a situação porque avisaram na rádio Guarujá, com intermédio do Rui Guimarães... aposto que na hora os dirigentes do Avaí começaram a tremer na base..

Era capaz do Jóbson disputar uns 15 jogos pelo Avaí e depois algum clube denunciar a irregularidade.
Aí já viu né... seria rebaixado com menos menos que o Ipatinga... vejamos pelo lado positivo, o mico de não apresentar foi menos pior do que um rebaixamento pra Série C, parabéns a Diretoria e a todos os envolvidos, uahauhauahauahau

E a conclusão que tiro dessa história é que não deviam ter demitido o Arini.
Ou que tivessem mandado embora junto com o Mauro Ovelha então, mas demitir após o título estadual foi sacanagem.
Por mais que ele tivesse algumas deficiências, era muito mais profissional e experiente que o Marcelinho Paulista.
A única explicação pra sua demissão seria a chegada de uma parceria, apenas isso justificaria uma mudança na gerência de futebol antes de iniciar uma Serie B.

Como pudemos perceber, a parceria não veio e isso acabou com o planejamento para o resto do ano.
Esse Marcelinho Paulista veio sem jogadores, parceiros, dinheiro... ou seja, não agregou em nada.
Agora chega, tem que demitir esse cara o quanto antes, dar uma satisfação para a torcida e ajeitar esse departamento de futebol que está cada vez mais amador. Se o presidente não fizer nada, é porque tem algum esquema por trás. As críticas serão voltadas ao Marcelinho, mas o presidente não escapará dessa também, pois pecará por omissão... cadê as contratações?