segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Decepcionado por quê?


Sinceramente, somente o fanatismo ou o amor incontrolável por um clube poderia manter as esperanças de que este time do Avai chegaria à elite em 2013. O clube só não está na zona de rebaixamento, pois temos um atleta comprometido e inspirado, o qual carregou os demais nas costas em muitas partidas, Cléber Santana, além do goleiro Diego.

O time azurra venceu, no sufoco, clubes medianos e que lutam contra a degola, mas quando precisou ganhar das equipes da parte de cima da tabela, não conseguiu ultrapassar as próprias barreiras, em especial, a deficiência técnica. A única exceção foi o excelente jogo diante do América/MG na Ressacada.

O tal “planejamento” é uma falácia. Conversando com um integrante da “alta cúpula” do sul da ilha, obtive a confirmação do que a maioria já sabe e muitos tentam esconder “no Estadual, após a derrota em Camboriú, a diretoria jogou a toalha”! Entretanto, os surpreendentes caminhos do futebol nos reservaram uma grande surpresa.

O mesmo integrante afirmou que a contratação do “Arroz” até hoje não foi bem explicada e digerida no outrora caldeirão. A “parceria” com o Timão estava praticamente fechada, mas a maldita confidencialidade não permite uma maior compreensão da situação.

Por fim, diante das contratações e do “planejamento” realizados, outro não poderia ser o final avaiano, senão, a manutenção na segundona em 2013. Tentar colocar a culpa na arbitragem é o cúmulo da incompetência!

2 comentários:

Marcelo disse...

PRONTO, ACABOU O ANO. Usem 2013 para PELOMENOS reaproximar o clube da torcida, que desde a MEGALOMANIA de 2010 essa relação se quebrou quando OTÍLIA PAGANI (Licenciamento) sugeriu a implantação de 2 sociais no estadio custando 100 reais o ingresso e 95 a mensalidade (pensou que o Avaí era o CHELSEA e floripa era LONDRES). Não é baixando pra 70 na SÉRIE B (valor mais caro de SC ainda para um setor FRONTAL oposto a social antiga dos clubes) e mandando a torcida regularizar, que vão conquistar sócios. Façam como o JEC, que tem 10 mil sócios descobertos a R$ 42,00 e fatura só com isso 420.000 reais por mes.

O Avaí tem no maximo 1.500 pessoas naquela social nova (ou nem isso) pagando 70 reais o que da um faturamento pífio de 105 mil reais. Baixem os valores para o patamar do JEC, pois alem da ocupaçao melhorar absurdamente (valores acessiveis) é mais gente consumindo produtos, camisetas, apoiando o clube, xingando o juiz, etc. Chega de 2 sociais. Chega de mensalidade de 70 reais. Chega de mensalidade minima de 50 reais em Série B (DESCOBERTO com visão pessima) igualem as mensalidades de 2013 com o Joinville.

UMA SOCIAL SÓ, A ANTIGA (pode cobrar até um milhão nessa pois todo clube tem) mas o resto valores DESCOBERTOS de mensalidade, como R$ 42,00. Nem precisa dizer que a média lá é de 10.000 e aqui de irrisórios 4.300. Chega de extorquir e exigir mais do avaiano, o estadio ja é longe, exige gastos e SACO de locomoção etc, abaixem essas mensalidades de forma fixa em 2013, só baixar o ingresso não resolve, o que define publico em SC são sócios, e pra quem teve o estadio elitizado por 2 anos E A TORCIDA EXPULSA, os valores atuais JAMAIS VÃO RESOLVER o problema pois não é atrativo para novos sócios MUITO MENOS resgata os que se foram.

Anônimo disse...

Acho importante agora continuarmos ao estádio e aproveitar para protestar para saída desse homem Marcelo "Arroz", para que ano que vem não continue essa vergonha. Pois esse ano não conseguimos mais nada.

Vamos ao estádio gritar e colocar faixas: #FORAARROZ

Um abraço,
Fernando