sexta-feira, 24 de setembro de 2010

As coincidências são assustadoras!

Assim como aconteceu em 2008, com o nosso único representante na segundona atualmente, o Avaí vem repetindo o mesmo texto e parece querer repetir o filme, sendo que a única diferença é que teremos dois representantes da Capital na série baixa. Naquele ano, o time do continente ganhou o Estadual, que o leão literalmente entregou, na sequência, iniciou o brasileirão, acharam que tinham uma excelente equipe, foram aos trancos e barrancos, realizaram diversas mudanças de técnicos naquela temporada, depois entraram em crise, viram que a situação estava ruim, começaram as promoções de ingressos, todos os resultados ajudavam, mas o Tombense não conseguia fazer sua parte, no fim, venceram três partidas consecutivas e acabaram rebaixados pelo saldo de gols.

Na ressacada, aconteceu praticamente a mesma coisa, para não dizer igual. Iniciamos o ano com a esperança do bi-campeonato, o time foi se arrastando em uma competição com times medianos para ridículos,tínhamos mais estrutura e o melhor plantel, mas isso não se refletia dentro do campo, mesmo assim, vencemos o estadual, o que acabou camuflando nossos problemas. Começamos o brasileirão com uma goleada histórica, contudo, nas rodadas seguintes o time foi morrendo, então, apareceu a desculpa que o time havia chego em seu limite psicológico e físico. Passada a copa do Mundo, voltamos com força total, parecia que cumpriríamos a expectativa de um ano espetacular, mas de repente, como num passe de mágica, tudo mudou, entramos num buraco sem fim, aliás, sabemos o qual será o final, a segunda divisão em 2011.

Torcemos e muito para que este fim de segundo semestre seja diferente do Tombense em 2008, pois caso contrário vamos amargar, por culpa exclusiva de nossa diretoria, uma trajetória meteórica pela elite nacional, pois as coincidências são assustadoras!

2 comentários:

Sergio disse...

Os jogadores, diretoria e comissão técnica fizeram um pacto.O pacto de não ficar na serie A. Faz tempo que não vejo um time sem amor a camisa ou profissão. No Avaí, exceto Emerson, Marcinho Guerreiro, os demais nem sujam o rosto com suor. A queda é eminente, jogamos com os piores, fizemos só 1 ponto, o que esperar que farão contra os melhores, se nem raça ou qualidades possuem e para piorar nem técnico temos? Só gostaria de saber porque de belas apresentações pós copa e a queda nesses 10 últimos jogos. Afinal que pacto é esse?

CHULETA AVAIANA disse...

Está difícil comentar...concordamos plenamente..a situação é desanimadora...encher a ressacada no domingo....nem se for entrada free!!!!