sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Saudades do Júnior Baiano.....

Por: Sandro Azevedo*

Salve alvicelestes,

Nunca pensei que um dia sentiria falta deste ex-jogador rubro-negro e de tantos outros times, mas na noite de ontem, queria um Júnior Baiano no elenco avaiano, aquele antes de Telê Santana para pular com os dois pés no meio do irresponsável e nojento Neymar! Sou fã do bom futebol, todo brasileiro é, tanto que na última Copa do Mundo muito se falou na ausência do futebol arte da amarelinha, Ganso, Marquinhos Santos, Conca (sei que não é brasileiro), entre outros, são verdadeiros colírios para nossos olhos, mostram um futebol envolvente e tratam a bola com o carinho que ela merece.

Para ser craque, não precisa humilhar seu adversário com o jogo parado e nem mesmo vomitar palhaçadas no ouvido dos outros. Neste ano despontou um timaço de moleques, os meninos da vila, um futebol maravilhoso que contagiava até mesmo os oponentes, contudo, seja pela inexperiência, pela falta de orientação ou pela própria conivência de quem passa a mão na cabeça e diz que está tudo certo, os garotos começaram a ultrapassar limites do bom senso e resolveram correr o risco de encerrar a carreira mais cedo.

Alguns santásticos estão se achando demais, outro dia foi no twitter, onde alguns “badalados demais” esnobaram suas riquezas dizendo para torcedores que “o que gastam com ração, era o que o torcedor ganhava no mês trabalhando”. Depois da repercussão negativa, pediram desculpas e alegaram que sempre foram pobres e humildes, que tudo era uma brincadeira......(coitadinho, foram mal interpretados). O time paulista ameaçou uma punição, mas como o brasileiro é memória curta, caiu no esquecimento. Agora esse moleque, esse Neymar resolveu humilhar novamente dando chapéu no colega de profissão que estava de joelhos no chão!

Sou a favor do futebol abusado com a bola rolando, agora esse guri, esse irresponsável tem que entrar na linha. Ontem o Dorival disse que é coisa da idade, o Marcel – o filho da mão que marcou o segundo gol – disse “que nos dias de hoje não se pode mais admitir que um jogador seja ameaçado em campo”. Agora o Neymar dando balãozinho no chicão com jogo parado, chapéu no Marcinho de joelho, isso pode??? E ainda sair com aquela cara de debochado! O Simon não teve peito de dar amarelo e colocar para rua, pois o cai-cai já tinha recebido cartão por simular falta. Quem sabe aparece algum Júnior baiano para repetir a clássica jogada da “tesourada no meio do cara”, jogar esse moleque em cima da placa de publicidade e dizer: ri agora!

Não estou fazendo apologia a violência, mas esse firula merece um corretivo!

Um abraço.

Foto: GloboEsporte.com

*Sandro Azevedo é advogado, sócio e torcedor do Avaí. Jogador muito amador, mas sempre leal do time Traíras. Também conhecido pelo pseudônimo Coelho, foi convidado especial para assistir (na torcida do time da casa) de corpo presente Chororo 1 x 7 tricolor, uma noite inesquecível.


Obs: O artigo não reflete, necessariamente, a opinião do Blog da Chuleta Avaiana.


Siga a Chuleta Avaiana no twitter (@chuletaavaiana)

Cadastre-se como seguidor do Blog da Chuleta! Clique no botão "Seguir", na coluna a direita do Blog...em breve, promoções exclusivas para seguidores do Blog da Chuleta.

3 comentários:

AZEVEDO disse...

Coutinho....

Este é o mesmo post anterior....rsrs

André Rodrigues disse...

Discordo...os que entraram, entraram bem. O problema foi o Cristian e a mania de rifar bola pro meio da área. Dar escanteio não é vergonhoso!

Sergio disse...

Estamos com o pensamento afinado. Ontem comentei com os amigos, as atitudes irresponsaveis de Neymar. Dentro do campo com a bola em jogo, beleza, fora é falta de carater. Humilhar hoje em dia so para idiota, pois nao sabe o que esse ato pode representar mais adiante. O Santos vai jogar outras competiçoes de qualidade e jogadores inferiores. O Santos esta sendo conivente, fazer mulekada faz parte, humilhar nao. se Se fizer essa palhaçada, com um jogador em fim de carreira, garanto que sera a ultima vez a pisar em campo.