sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Noite de leões....


O caldeirão voltou a ferver e os verdadeiros leões voltaram a rugir, na arquibancada. Foi impressionante a festa promovida pela nação azurra, bem como fundamental o apoio dado ao time que reconheceu de forma unânime a importância do camisa 12 para a conquista da virada e a inédita classificação nesta nova fase da Copa Sul Americana. Entretanto, em que pese o time ter vencido e ter feito um belíssimo segundo tempo, nem tudo são flores, é necessário ter os pés no chão, o Avai não pode levar gol com 1 minuto de jogo da forma bisonha como levamos, além disso, as deficiências de alguns jogadores são irritantes e precisam ser corrigidas urgentemente.

Na primeira etapa, parecia que e equipe alviceleste iria sufocar o Emelec, partimos para cima nos primeiros segundos, mas num chutão da zaga equatoriana, Emerson cabeceou a bola, Marcos dominou sozinho e de forma displicente entregou para o adversário, eram 2 atacantes contra 5 avaianos – contando com Zé Carlos -, mesmo assim levamos um gol. Mesmo após esse revés, a torcida se manteve apoiando, mas o leão não conseguia criar chances de perigo, o time se desmontou em campo e continuou proporcionando as chances ao time do Equador em erros de passe principalmente. Nosso velocista Roberto, numa falha da zaga, arrancou e entrou na área, mas chutou em cima do arqueiro adversário. Para finalizar a primeira etapa, Emerson quase marcou de cabeça numa cobrança de escanteio no fim do primeiro tempo.

A equipe começou o segundo tempo com energia renovada, com mais de 11 mil apaixonados empurrando para mais uma vitória histórica e tudo deu certo. Os jogadores sufocaram a equipe equatoriana, numa blitz logo aos 2 minutos, Roberto só teve o trabalho de colocar a cabeça e tocar a bola para o fundo do gol. Na seqüência, aos 5 minutos, novamente Roberto recebeu na entrada da área, chutou rasteiro na trave que sobrou para Eltinho balançar as redes. A ressacada voltou a viver as saudosas noites de 2008/2009, fechando com chave de ouro com um gol do nosso maior leão, Emerson, aos 8 minutos ampliou o placar de cabeça. A partir daí, o time criou outras chances, poderia ampliar, mas não conseguiu, vivemos os últimos minutos angustiados, entretanto, com o apito final, a noite de leões estava completa, torcida e jogadores em êxtase te, a energia positiva foi correspondida, que venha o Goiás, primeiro pelo brasileirão, depois pela Sul Americana.

Parabéns aos mais de 11 mil leões que presenciaram e ajudaram a construir esta noite histórica.

5 comentários:

Avaiano disse...

esse avaí faz cousa

Sergio Jr disse...

Bela movimentaçao da torcida Avaiana, culminando a vitoria sobre o Emelec. O Avai marcando historia no futebol internacional. Mas nem tudo é perfeito. A saga continua batendo cabeça e Rudnei perdendo bolas infantis. O gol do Emelec so saiu pela infantilidade de nossa saga. Seria infantilidade ou sacanagem?

Sergio Jr disse...

Bela movimentaçao da torcida Avaiana, culminando a vitoria sobre o Emelec. O Avai marcando historia no futebol internacional. Mas nem tudo é perfeito. A saga continua batendo cabeça e Rudnei perdendo bolas infantis. O gol do Emelec so saiu pela infantilidade de nossa saga. Seria infantilidade ou sacanagem?

Chuleta Avaiana disse...

Prezado,

Esperamos que faça muito mais.

Grande abraço.

Chuleta Avaiana disse...

Grande Sérgio,

Realmente, no fim do jogo quase tomamos o gol e o balde de água gelada!! Não podemos entregar gols como aquele, mas com certeza a vitória e a união da torcida motivaram alguns....vamos ver contra o Goiás.

É tudo ou tudo....