segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A mesma rotina, apenas pior!!

Nosso time não consegue ganhar, mais uma vez a história se repetiu, o Avaí joga bem na primeira etapa, perde chances de gols, mas no segundo tempo toma gols infantis e perde a partida. Algumas situações são inexplicáveis, Marcelinho – não é um craque -, mas foi o melhor em campo contra o Ceará, contudo, era preciso arrumar vaga para o Roberto, depois contra o Emelec, nosso velocista se machucou, Marcelinho reapareceu, criou as melhores chances, fez o gol do leão e como recompensa voltou para o banco no jogo do Atlético/MG. O jogador Pará vinha jogando bem, era ótima opção na bola parada – na verdade é o único que sabe bater falta e escanteio -, mas Eltinho que estava no DM assumiu a titularidade, fez gol contra no Equador e falhou no primeiro gol do galo! Na zaga, Benazzi improvisou Bruno, pois alegou que Léo San não tinha ritmo de jogo – mas o zagueiro era titular na sub-23, como não tinha ritmo? -, contudo, depois de mais uma contusão, Léo San foi para o jogo!

Sobre o jogo, logo aos 10 minutos Roberto foi sozinho em direção ao gol e a velha dificuldade de sempre reapareceu, nosso jogador tentou driblar o jovem goleiro atleticano, mas perdeu o gol. O Galo só ameaçava o leão nas cobranças de faltas, nada mais e o grupo alviceleste voltou a perder nova chance de gol, desta vez com Patrick, que não tem força no pé para chutar, chegou na entrada da área e acabou arrematando nas mãos do goleiro Renan. Aos 43 minutos o leão ainda teve uma cobrança de falta na entrada da área, o primeiro que pegar a bola bate, então Robinho tentou e chutou na barreira, infelizmente, é difícil admitir, mas a cada dia as esperanças vão se acabando. Um primeiro tempo muito truncado, empate no placar e nas substituições por contusão.

Na segunda etapa, novamente o Avaí assustou aos 4 minutos, mas levou o gol aos seis, advinha em cima de quem foi o gol??? Jogada pela esquerda, Eltinho não conseguiu acompanhar e tomamos o primeiro gol. Depois disso, o Atlético começou a cozinhar a partida, Benazzi e o grupo avaiano ficaram apenas assistindo ao jogo. Num lance de ataque azurra, Roberto perdeu a bola no meio de dois atleticanos, ataque rápido do Galo, Neto Berola foi lançado, apareceu sozinho e ao contraio do Roberto, driblou Zé Carlos e fez o segundo gol de calcanhar. A partir daí, ficaram tocando a bola e brincando com o leão, uma vergonha, perder para este time ruim dos mineiros.

As próximas rodadas podem nos ajudar, o grande problema é o Avaí se ajudar!!

2 comentários:

Sergio Jr disse...

Para mim o Avai começou sua rota rumo a segundona, quando o grupo de peladeiros resolveu derrubar Lopes. Tudo começou a partir do jogo contra o Botafogo. Esse mesmo grupo que derrubou Lopes, derrubou Neguinho e vai derrubar Benazzi. Quer dizer, se uniu para derrubar tecnicos, mas nao se une para tirar o Avai e seu futuro profissional do atoledo. Estou enjoado de politica, se o Avai cair vou enjoar de futebol. Nao aguento mais bancar sacanagem e assistir grupos e partidos me fazer de palhaço. Na politica sabemos que todos são iguais, mas nos futebol achei que com a presença da torçida esses caras tivesse vergonha na cara. Estou começando a achar o contrario. Roberto nao pode ser mais peladeiro que "Berola", so que um levanta a cabeça o outro é apenas um bom velocista. Coisa nojenta!

Chuleta Avaiana disse...

Prezado Sérgio,

Esta segunda feira não está sendo fácil. Contudo, acreditamos que o Avaí consiga fugir do rebaixamento, mas precisamos vencer, os dois Atléticos já estão com duas vitórias a mais, em caso de desempate...isso vai pesar!!!

Tá complicado, mas vamos reagir, pelo menos esperamos...quinta feira estamos lá..e domingo na telinha!

Um Abraço.