segunda-feira, 2 de maio de 2011

Avaí elimina Avaí

O resultado de ontem (1º/05), foi um reflexo do péssimo planejamento realizado pela diretoria azurra em 2011. Começamos o ano com os dois pés esquerdos. Primeiro foi a renovação com o Burronazzi; na sequência, veio o teatro montado sobre as mensalidades, sendo o torcedor azurra - aquele que o Avai dizia aos quatro cantos ser seu maior patrimônio - restar prejudicado por mais uma ação equivocada e prejudicial, pois na história recente, nunca se viu uma Ressacada tão vazia. Para finalizar, um elenco com deficiências, que foram aparecendo ao longo das partidas.
Na partida realizada em Chapecó, novamente o Leão surpreendeu, abriu o marcador, ampliou e colocou a mão na taça. Entretanto, a velha síndrome da vantagem de dois gols apareceu na segunda etapa. Aliado a isto, Rafael Coelho deixou de sacramentar a vitória, quando perdeu o terceiro gol; nosso inexperiente goleiro cometeu um penalti infantil, numa jogada que deveria no máximo gerar um escanteio. Posteriormente, Bruno levou uma bola nas costas e lá se foi a vantagem adquirida.

Em que pese a arbitragem ter aplicado em demasia cartões amarelos aos atletas do Leão, seria leviano jogar a culpa nas costas do homem do apito. Erramos no início do ano, persistimos nos erros e fomos penalisados com decisões fora de nossos domínios. Zunino deu uma excelente declaração ao fim do jogo, dizendo que a Chapecoense mereceu e ponto final! Concordamos plenamente, jogaram pelo regulamento e pela campanha que fizeram.

Agora, é pensar na Copa do Brasil e repensar o Estadual de 2012, pois o sonho do tri acabou. Convenhamos, nossa recuperação foi tardia; Silas não pode ser sacrificado, não perde gol e não comete falta boba. Portanto, esperamos que tenha servido de lição para que os erros sejam corrigidos, pois se fóssemos campeões, a diretoria argumentaria que o "planejamento" foi perfeito. Revejam os conceitos e de consolo, eliminamos nosso principal rival, só isso.

Um comentário:

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Um conjunto de erros:
1) Um planejamento ridículo, que nos fez perder 4 jogos no início do campeonato (que somados os pontos, vitórias, ou empates, seríamos campeões do 1 turno...)
2)O Avaí perdeu prá sí mesmo, quando na vantagem de 2 a 0 não soube administrar, pelo contrário, voltou pro segundo tempo retrancado e somadas as falhas da zaga e a infantilidade de Renan, deixamos empatar.
3) Acho o Rafael Coelho um ótimo jogador, porém, pecou duas vezes em que tentou entrar com bola e tudo, quando Willian estava livre de marcação e com condições de marcar o gol (seria 4 a 0 prá nós...)
4) Ví claramente que o juiz estava mal intencionado (leia-se comprado), amarelando todo o time do Avaí, enquanto que o Aloísio da Chapecoense o xingou várias vezes, e este não teve coragem de expulsá-lo. Também não marcou um pênalty claro em cima do Willian, que foi agarrado na sua frente, na área.

NÃO é desculpa pela derrota, pois como já disse, o Avaí perdeu prá sí mesmo, mas, que esses erros de arbitragem influenciaram no resultado, isso é pura verdade. Ah, e o vagabundo homen do charuto, o catinguento do Delfin, estava lá comemorando ao final da partida com a Chapecoense... e aquele "abraço" do Mauro Ovelha no árbitro.... engraçadinho não?