segunda-feira, 4 de abril de 2011

“Chuveirando”

O Avaí foi batido ontem (03) em seus domínios pelo time Além Pontes pelo placar de 1x0. A partida foi marcada pelo jogo de meio campo e os chuveirinhos na área por parte dos jogadores avaianos, que quando não pararam na marcação da zaga adversária ficaram nas mãos do goleiro.
No primeiro tempo as poucas oportunidades de gols foram do time avaiano, que mesmo desorganizadamente chegava com mais perigo ao gol adversário. Willian e Rafael Coelho tiveram mais perto de abrir o placar na primeira etapa.
O time Além Pontes, melhor organizado em campo, veio apresentar perigo a meta defendida por Renan apenas aos 34 minutos, depois de uma cabeçada de Wilson Pittoni, que três minutos depois bateu de fora da área para uma boa defesa do arqueiro avaiano.
Para segunda etapa o Avaí voltou com a mesma formação e da mesma forma desorganizado em campo. Logo no início da partida o jogo ficou interrompido por aproximadamente 15 minutos, devido aos sinalizadores acesos pela torcida avaiana. Logo no reinício da partida, Reinaldo em uma chute de extrema felicidade faz o gol único da partida.
Depois do gol, o Avaí foi muito mais na pressão da torcida do que na qualidade técnica, e tentou desordenadamente ir para cima do adversário, só que em momento algum conseguiu ser objetivo. O time avaiano cansou de “chuveirar” a bola na área sem nenhuma objetividade. De qualquer lugar do campo os jogadores avaianos lançavam a bola para dentro da área adversária , sem que isso produzisse resultado prático.
Mesmo de maneira desordenada o Avaí ainda teve chances de empatar a partida, todavia acabou parando no goleiro adversário.
Individualmente
O time avaiano esteve muito abaixo de qualquer crítica na partida de ontem. Contudo, o que se sobressaiu no jogo de ontem foi de maneira negativa com que Marquinhos se apresentou, se omitiu totalmente da partida. Nossa estrela ficou apagada durante todo o jogo. Outro que não apareceu para o jogo foi Rafael Coelho, que ficou muito acanhado.
Os demais jogadores foram o que já estávamos acostumados a ver, sem inspiração e apáticos dentro das quatro linhas.
Devemos fazer uma ressalva a Willian que batalhou e brigou com os zagueiros, mas ficou muito isolado no ataque sem conseguir receber a bola vinda do meio campo.
Ainda temos que fazer uma “a parte” para o técnico Silas que vem se mostrando um verdadeiro cabeça dura. Não percebeu que o time avaiano não pode jogar no 3-5-2, pois não possuímos as valências necessárias para montar este tipo de esquema.
Alguém tem que avisar o Silas que o time de 2008 e 2009 tinha jogadores diferentes, com outras características. O time de 2011 é outro e deve ser montado de outra maneira.
Acorda Silas!!!
Ficha técnica
AVAÍ (0) Renan; Émerson Nunes, Cássio, Gian; Gustavo (Felipe), Marcinho Guerreiro, Diogo Orlando (Marquinhos Gabriel), Marquinhos, Julinho; Rafael Coelho (Evando) e William Técnico: Silas

FIGUEIRENSE (1)Wilson; Bruno (Coutinho), João Paulo Goiano, Edson Cabeção, Juninho; Ygor,Túlio, Wilson Pittoni (Fernandes), Breitner (Wellington Nem); Wellington e Reinaldo Técnico: Jorginho

Gol: Reinaldo (F), aos 18 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Rafael Coelho (A), Ygor, Reinaldo, Juninho (F).
Arbitragem: Rodrigo D'Alonso Ferreira, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Josué Gilberto Lamim.
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis.
Público: 13.191
Renda: R$ 183.200

3 comentários:

GiSevero disse...

Esse esquema do Silas não dá mais. Pelo menos com as 'peças' que temos à disposição.
Tão simples fazer um 4x4x2 com Marcinho Guerreiro, Fabiano, Estrada e Marcos Gabriel ou Acleisson. Por que será que o Silas nem tenta?


Eu tô me sentindo enterrada vida. Muito chato isso...

Dinho disse...

Eu, você mais 99,9% da torcida Avaiana não aprovamos esse esquema/escalação do Avaí. Já o Sr. Silas, este está convicto de que faz um bom trabalho...só ele...

GiSevero disse...

Não é só ele, não Dinho. Nossa diretoria está com ele, caso contrário, não estaria mais em nossos domínios!